Três Anjos Pedem Carona


O anjo do Senhor cerca com sua proteção e livra quem ama a Deus. Salmo 34:7, BV

A história, a seguir, foi narrada pela professora Lígia de Oliveira, esposa do saudoso pastor Enoch de Oliveira, em seu livro Na Trilha dos Pioneiros. Tentarei resumi-la.

Tudo aconteceu quando o pastor Leo Halliwell, missionário adventista, navegava com sua lancha médico-missionária pelo Rio Amazonas e seus afluentes, atendendo as pessoas carentes da região.

Estava ele singrando as águas do caudaloso Amazonas, distante de qualquer povoado, quando passou por essa experiência inesperada.

É necessário ressaltar, porém, que, não desconhecendo os muitos perigos que os espreitavam em cada ponto ou curva do rio, o pastor Leo nunca ignorou a proteção divina, reconhecendo que, não poucas vezes, sentiu bem de perto a ajuda sobrenatural dos anjos de Deus.

Sem saber como nem de onde, surgiu, ao lado de sua Lancha Luzeiro, uma canoa com três “pessoas” desconhecidas que pediram ao pastor Halliwell permissão para amarrar a pequena embarcação à lancha, pois estavam muito cansados de tanto remar.

O barquinho foi amarrado à lancha e dois dos seus ocupantes subiram, enquanto um ficou na canoa. Então, os dois que subiram a bordo aproximaram-se do pastor Leo e começaram a conversar sobre coisas triviais da região como clima, animais, peixes, perigos próprios dos rios, etc., “quando repentinamente um deles gritou: Cuidado! E tomando o leme, desviou rapidamente a Luzeiro de sua rota. Assustado, o pastor Leo ficou sabendo que a coloração da água, na direção aonde iam, indicava grandes formações rochosas no fundo do rio. Houvesse seguido a rota, em poucos segundos teriam ido de encontro às rochas e talvez tivessem perdido não apenas a embarcação, mas também a vida”.

Em seguida, sem dar explicações e sem que houvesse alguma casa nas imediações, aqueles dois homens voltaram à canoa, desamarraram-na e começaram a remar. E, como que num toque de mágica, desapareceram misteriosamente. Então, Jack, o filho do pastor Halliwell, gritou para o pai: “Os homens desapareceram!”

Passado o impacto do acontecido, todos foram unânimes em reconhecer que aqueles homens eram anjos enviados por Deus que, na aparência de sertanejos e ribeirinhos da região, ali estiveram para livrar o pastor Halliwell e sua família de uma tragédia fatal.

REFLEXÃO: “Agora, sei, verdadeiramente, que o Senhor enviou o Seu anjo e me livrou” (At 12:11).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: