Que Feridas São Estas em Tuas Mãos?



Perguntarão a Ele: que feridas são essas em Tuas mãos? E Ele responderá: são feridas com que fui ferido na casa de meus amigos. Zacarias 13:6, NVRV

Hoje em dia, muito cuidado é dispensado com a aparência das mãos, mas na verdade, o papel primordial das mãos não é a sua aparência e sim a sua utilidade.

Deus nos dotou com duas mãos com o propósito de servir, de abençoar e de ajudar as pessoas. Jesus nos deu um bom exemplo a ser seguido quanto ao usar bem as nossas mãos mediante o que Ele fez com as Suas.

Max Lucado assim se expressou: “Ah, as mãos de Jesus. Mãos da encarnação em Seu nascimento. Mãos da liberação quando Ele curava. Mãos de inspiração quando Ele ensinava. Mãos de dedicação quando Ele servia. E mãos de salvação quando Ele morreu.”

Com as mãos manchadas de sangue, Ele assinou nossa absolvição, riscando os meus, os seus, os nossos pecados. Cristo não nos desamparou, porque “a mão dEle continua ainda estendida” (Is 9:12, 17, 21). Ele tem todos os problemas e situações adversas de nossa vida, hoje, nas palmas das mãos de Seu cuidado.

Quero contar-lhes o que aconteceu com as mãos de minha mãe. Quando menina, antes de haver luz elétrica nas fazendas, ao conduzir uma lamparina a querosene da sala para o quarto, esta escapou de suas mãos. O querosene se espalhou por sua roupa e o fogo também. Tentando apagar o fogo com as mãos, elas se queimaram seriamente. Finalmente, o fogo foi controlado, mas o estrago estava feito.

O tratamento foi em casa. Meu avô, várias vezes ao dia, movimentava os dedos dela e isso à custa de muitas dores. Mas esse procedimento surtiu efeito. As mãos dela ficaram com todos os movimentos perfeitos.

Não eram bonitas as mãos de minha mãe. O fogo deixara suas marcas. Mas que mãos abençoadas!… Que prazer tinha minha mãe em ajudar os mais necessitados! Ninguém saía de sua casa sem ser atendido nem de mãos vazias. Durante o primeiro ano de vida, dezenas de crianças recebiam da nossa fazenda leite de graça. Doentes eram cuidados e tratamentos eram feitos naquele sertão de Minas Gerais, pelas suas corajosas e abençoadas mãos! Para minha mãe era um prazer servir e ajudar. E assim foi até o fim de sua vida.

As mãos de Jesus também foram maltratadas e dilaceradas por causa dos nossos pecados. As Suas mãos falam alto do Seu amor. Elas levarão para sempre as marcas da nossa redenção, as marcas do amor. Elas sararam, mas as cicatrizes ficaram. – EGS

REFLEXÃO: “Eis que nas palmas das Minhas mãos te gravei” (Is 49:16).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: