O Espírito Santo


Espirito Santo
Espírito Santo

Tendo eles orado, tremeu o lugar onde estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo, e, com intrepidez, anunciavam a palavra de Deus.” Atos 4:31

Eu estava num hotel na cidade de Itapema, Santa Catarina, participando de um Seminário Maranata com pastores e líderes de igrejas. À noite, no meu quarto, liguei a televisão exatamente no momento em que estava indo ao ar um conhecido programa pentecostal. O orador, com voz pungente, incitava seus ouvintes a dar glórias, aleluias e muitas graças a Deus pelas maravilhas operadas entre o povo pelo Espírito Santo. “Ele está em nosso meio”, dizia. “Eu O invoco para que Ele Se manifeste… Glória ao Espírito de Deus!” E o povo respondia: “Amem! Amém!”

Eles, ao seu jeito, fala muito sobre o Espírito Santo, enquanto outros crentes vão a outro extremo, falam pouco. Temos de convir que há, entre nós, certo preconceito ao falar sobre a pessoa do Espírito Santo e Sua obra, pois logo O relacionamos com as chamadas “línguas estranhas” e com aquele barulho peculiar das igrejas carismáticas. Então, nos encolhemos, a igreja é privada de tão grande bênção e o inimigo ganha terreno.

Este é o objetivo dele: colocar-nos longe da presença do Espírito Santo. Com tudo isso, o Espírito de Deus Se entristece, pois a Sua augusta e divina imagem está sendo desvirtuada. Que acha de, durante alguns dias, nas próximas meditações diárias, com toda a humildade, procurarmos conhecer um pouco mais sobre a Terceira Pessoa da Trindade – Deus, Espírito Santo?

Diz Ellen White: “A promessa do Espírito Santo é assunto em que pouco se pensa; e o resultado é o que é de esperar – aridez, trevas, decadência e morte espirituais. Assuntos de menor importância ocupam a atenção, e o poder divino que é necessário ao desenvolvimento e prosperidade da igreja e que traria após si todas as outras bênçãos, esse falta, conquanto oferecido em sua infinita plenitude” (Testemunhos Seletos, v. 3, p. 211, 212).

Temos necessidade de conhecer melhor a atuação do Espírito Santo, não apenas do ponto de vista teológico ou doutrinário, mas especialmente do ponto de vista experimental, como por exemplo: o que significa Ele para a nossa vida? Como podemos privar da Sua companhia e amizade cada dia? Esse assunto tão importante e vital para a salvação deve ser estudado com muita devoção à luz da Palavra de Deus.

REFLEXÃO: “E lhes concedeste o Teu bom Espírito, para os ensinar” (Ne 9:20).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: