Amém!



Estas coisas diz o Amém, a Testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus.” Apocalipse 3:14

Essa palavra, composta de apenas quatro letras, há muito que os homens a proferem em suas orações. Ela é repetida nos Evangelhos, nas epístolas e no Apocalipse.

Amém significa “assim seja!”, “sim, sim!” É uma confirmação. Aceitamos tudo sem questionamentos. O Amém, proferido de maneira leal, forte e consciente, é o mesmo que uma assinatura no fim de um documento, um atestado de que estamos plenamente de acordo com suas cláusulas.

Proferimos o Amém na oração de dedicação de uma criança, na cerimônia batismal, na bênção matrimonial, num serviço fúnebre e em muitas outras situações. Pode ser um Amém soluçante, um Amém de regozijo, um Amém angustioso, um Amém vitorioso. As circunstâncias em que o proferimos podem variar, mas o objetivo é sempre o mesmo: submissão. Dito o Amém, no fim da oração, nada mais se acrescenta, pois acabamos de “assinar um documento” com Deus. Ele vai agir conforme Sua soberana vontade.

Há muito que os homens proferem essa pequena palavra. Mas o uso do Amém, com toda força e significado, na maioria das vezes, é mencionado em relação com a Eternidade, como por exemplo: “Criador, que é bendito para sempre. Amém” (Rm 1:25).

Entretanto, há um significado maior para o Amém. Ele destaca a fidelidade e a confiabilidade de Deus (Ap 3:14), de modo que Jesus é denominado “O Amém, a Testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus”.

Há algo mais: essa pequenina palavra, tão plena de significado, ressoará no Céu, resumindo a adoração de todos os salvos (Ap 7:9-12). O Amém sintetiza ainda a esperança de todos os cristãos na volta de Jesus: “Certamente venho sem demora. Amém! Vem Senhor Jesus” (Ap 22:20).

Ao proferir “Amém”, saibamos que estamos assumindo um compromisso com Deus. É nossa afirmação audível de que cremos no Pai que nunca falha. E por que não dizer “Amém” com mais força e confiança, em nossas orações particulares e coletivas? O Amém expressa toda convicção e esperança que temos nas promessas de Deus.

REFLEXÃO: “Disse, pois, Jeremias, o profeta: Amém! Assim faça o Senhor; confirme o Senhor as tuas palavras, com que profetizaste” (Jr 28:6).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: