Não se Contaminar


Resolveu Daniel, firmemente, não contaminar-se com as finas iguarias do rei. Daniel 1:8

Daniel tinha por prática nunca ingerir alimentos impróprios e não seria agora, como estudante do colégio real de Babilônia, no início de sua vida palaciana e acadêmica que iria desistir desses princípios. Então, resolveu, “firmemente”, não se contaminar com comidas impuras que eram servidas na mesa do rei.

Essa decisão de Daniel, entretanto, foi muito além do trivial da alimentação. Ao freqüentar os bancos escolares, iria fatalmente entrar em contato com sábios e eruditos da época, cuja formação era pagã e materialista; muitos deles envolvidos com a magia e ocultismo. Ele permitiria que seu intelecto fosse influenciado por ensinamentos incompatíveis com sua fé?

Daniel sabia que a cultura multifária de Babilônia, eivada de conceitos elaborados pelos seus eruditos, escondia, sutilmente, veneno perigoso capaz de amortecer as sensibilidades espirituais e morais.

Assim, ele resolveu “firmemente” não permitir que nenhuma parte de sua vida – física, mental, psicológica, intelectual, emocional, além da espiritual e moral já mencionadas – fosse contaminada por filosofias que pudessem incitar paixões que colocassem em risco seu relacionamento com o Deus a quem servia.

A vida de Daniel, de fidelidade e firmeza, deve servir de exemplo para os jovens de hoje que enfrentam problemas e desafios semelhantes. Nos grandes centros do conhecimento, a incredulidade e o materialismo sempre foram e continuam sendo um instrumento para afastar estudantes cristãos do caminho da fé. Nesses lugares, infelizmente, Deus é tratado com desdém, irreverência, cinismo e blasfêmia. Para muitos professores modernos que assumem diariamente a cátedra de muitas universidades, A Bíblia, a Lei de Deus e os princípios da moral cristã são considerados coisas ultrapassadas a serem preservadas nas paredes dos museus.

À semelhança de Daniel, moças e rapazes podem assumir um compromisso com Deus de “firmemente” não se contaminar com o secularismo de nossos dias. O Deus de Daniel estará ao seu lado para fortalecer esse nobre propósito e futuramente recompensar sua fidelidade.

REFLEXÃO: “A estes quatro jovens Deus deu o conhecimento e a inteligência em toda a cultura e sabedoria; mas a Daniel deu inteligência de todas as visões e sonhos” (Dn 1:17).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: