As Conseqüências de um Voto Não Cumprido


Quando você fizer algum voto ou promessa ao Senhor nosso Deus, cumpra sem demora. O Senhor certamente exigirá prestação de contas.

Se você não cumprir o que prometeu, estará cometendo pecado. Deuteronômio 23:21, BV

Segundo a Bíblia, fazer voto a Deus é coisa séria. Um voto não cumprido pode trazer conseqüências desastrosas. Deus é paciente. Ele pode esperar dez, vinte, trinta ou mais anos. Ele dá todo o tempo necessário para a pessoa cumprir seu voto. Mas, cuidado! Se formos infiéis, em algum momento, os juízos de Deus poderão nos alcançar.

“Quando um homem fizer voto ao Senhor, ou fizer juramento ou juramento para obrigar-se a alguma abstinência, não violará a sua palavra; segundo tudo o que prometeu, fará” (Nm 30:1, 2).

Diz Ellen White: “Considerará o homem seu voto menos obrigatório
elo fato de ser feito ao Senhor? Por que esse voto não será levado a juízo nos tribunais de justiça, é ele menos válido? Há de um homem que professa estar salvo pelo sangue do infinito sacrifício de Jesus Cristo ‘roubar a Deus’? Não são seus votos e suas ações pesados nas balanças da justiça nas cortes celestes?” (Testemunhos Seletos, v. 1, p. 549).

Quando devolvemos uma quantia que dizemos ser o dízimo, mas que na realidade não passa de uma quantia aleatória que estamos dando como se fosse o dízimo, podemos cair no desagrado de Deus como aconteceu com Ananias e Safira. Podemos enganar o tesoureiro da igreja, mas não a Deus.

Como cristãos, fizemos votos diante de Deus por ocasião do batismo, do casamento ou da ordenação ao sagrado ministério. Quando, no voto batismal, nos comprometemos a devolver fielmente o dízimo, não o fizemos para o Senhor? Então, “segundo tudo o que saiu da sua boca, fará”, diz Deus.

Conheci um empresário cristão fiel que, com o correr dos anos, foi deixando de devolver os dízimos com a justificativa de que perdera a confiança nos líderes da igreja. Não demorou muito, ele foi à falência. Então, pediu que sua igreja orasse por ele, prometendo ser fiel novamente a Deus.

Aos poucos, ele foi se recompondo e voltou aparentemente a ter a renda de antes. Mas, não demorou muito, esfriou na fé e afastou-se da comunhão da igreja. Resultado: outra vez, ele perdeu tudo. Seria apenas coincidência? A conclusão é sua.

REFLEXÃO: “É loucura fazer promessas a Deus e assumir compromissos com Ele sem antes pensar nas conseqüências!” (Pv 20:25, BV).

Anúncios

2 Respostas

  1. gostaia de saber se DEUS castiga a gente por juramentos nao cumpridos.luto contra as drogas.as vezes ou quase sempre juro que nao vou mais usar, mas infelismente caio, nem sempre né.deus é misericordioso né? ele entende a gente né?obrigado.ame´m

  2. Fiz um voto com Deus, disse que eu iria parar de beber,de fumar e parar com as coizas imundas. Em troca pedi o coração da mulher que amo.
    Não consegui cumprir o voto,agora ela esta na prostituisão e satanas domina meus pensamentos cada dia mais. Sera que se eu cumprir meu voto meu amor vai voltar? Pelo amor infinito de Deus Pai, alguem pode me responder?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: