É Urgente uma Reforma – 1


Que mal é este que fazeis, profanando o dia de sábado? Neemias 13:17

Nos dias de Neemias, a igreja estava desonrando o sábado de muitas maneiras. Então, ele promoveu entre os judeus uma reforma da observância do sábado e seu restabelecimento, após o cativeiro babilônico (Ne 13:15-22).

E nós, que somos conhecidos como adventistas do sétimo dia, guardadores do sábado, como estamos em relação à observância do dia do Senhor? Digo, primeiramente a mim e depois aos outros: É urgente uma reforma!

Como adventistas, sabemos o que é próprio e o que é impróprio fazer no dia de sábado, entretanto, é mais do que notório que, apesar disso, também estamos desonrando o sábado, e de muitas maneiras.

E foi tendo em vista essa realidade que Ellen White nos advertiu com estas palavras: “O Senhor tem sido grandemente desonrado por parte dos que não têm observado o sábado conforme o mandamento, quer na letra, quer no espírito. Ele sugere uma reforma da observância desse dia” (Testemunhos Para a Igreja, v. 6, p. 353).

Deus “sugere uma reforma da observância desse dia”, em muitos aspectos, mas citarei apenas alguns. Você mesmo poderá completar a lista.

1) Preparação para o sábado. A sexta-feira é dia de preparação. Até ao pôr-do-sol tudo deverá estar pronto. Nada mais deve ser deixado por fazer. “Durante toa a semana nos cumpre ter em mente o sábado e fazer a preparação indispensável, a fim de observá-lo conforme o mandamento” (Testemunhos Para a Igreja, v. 6, p. 353)
2) Limites do sábado. “Devemos observar cuidadosamente os limites do sábado”. Não nos esqueçamos que cada minuto das vinte e quatro horas entre o pôr-do-sol de sexta-feira e o pôr-do-sol do sábado é tempo sagrado.
3) Preparo espiritual. “Nesse dia [sexta-feira] todas as divergências existentes entre irmãos, tanto na família como na igreja, devem ser movidas. Afaste-se do coração toda amargura, ira ou ressentimento. Com espírito humilde ‘confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros […]’ (Tg 5:16)” (ibid., p. 356)
Como adventistas do sétimo dia, devemos defender a fé e a nossa convicção quanto aos princípios da guarda do sábado, mesmo diante das mais adversas circunstâncias, “descansando na certeza de que Deus honrará nosso compromisso com Ele”.

REFLEXÃO: “Aos que Me honram, honrarei” (1Sm 2:30).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: