… Feng


Dirige os meus passos nos Teus caminhos, para que as minhas pegadas não vacilem. Salmo 17:5, ARC

Ontem, contei a experiência de Hui. Hoje, você vai conhecer a experiência de Feng, seu esposo. Ambos foram criados nas tradições budistas.

Numa sexta-feira, sua esposa Hui estava para tomar o banho em preparação para o sábado. Eles moram no sexto andar de um edifício e naquela sexta-feira a água mal gotejava. Hui orou para que a água chegasse e ela pudesse tomar banho. Terminada a oração, a água veio com toda a pressão. Quando ela disse a Feng como Deus atendeu sua oração, ele deu muita risada.

Na sexta-feira seguinte, aconteceu a mesma coisa. Então, ele a provocou perguntando: – Por que você não faz outra vez uma oração? Talvez o seu Deus mande água novamente. – É bom esclarecer que ele ainda não era adventista. Ela orou, mas a água não veio. Então, ele começou a zombar dela. – Não oro mais por esse chuveiro a não ser que você ore comigo – disse ela. Pego de surpresa, ele concordou com a idéia. Ambos se ajoelharam e ela orou. Confessou seus pecados e disse a Deus que precisava da água para tomar seu banho e pediu que Ele mostrasse o Seu poder.

Assim que se levantaram, ela correu para abrir o chuveiro. E lá estava a água com toda a pressão. “Fiquei convencido e comecei a estudar a Bíblia. Deus me mostrou, passo a passo, muitas coisas que eu precisava mudar em minha vida”, disse Feng ao Informativo Mundial das Missões.

Ele queria parar de fumar, mas não conseguia. Orava pedindo ajuda de Deus e pediu que Hui orasse por ele também. Depois que começaram a orar, cada vez que tentava fumar a garganta doía e ele engasgava. Duas semanas depois, a garganta melhorou, o fôlego voltou ao normal e a mente parecia mais limpa.

Então, ele começou a se preparar para o batismo. Durante os estudos ficou sabendo que a carne de porco é imunda e proibida por Deus com alimento. Mas ele gostava demais dessa carne. Então, pensou: “Já que Deus lhe tinha dado a vitória sobre o cigarro, iria orar também a respeito da carne de porco.” Quase que imediatamente operou-se o milagre. Esse sabor tornou-se horrível para ele. Seu testemunho final foi: “Fiquei convencido de que Deus é Todo-poderoso e que eu devia obedecer-Lhe. Preparei-me para o batismo e pouco tempo depois fui batizado.”

REFLEXÃO: “Far-me-ás ver a vereda da vida; na Tua presença há abundância de alegrias; à Tua mão direita há delícias perpetuamente” (Sl 16:11, ARC).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: