E Houve Luz


Disse Deus: “Haja luz.” E a luz apareceu. Gênesis 1:3, BV

Deus falou antes que a vida na Terra existisse e algo estupendo aconteceu. Esse mundo tão belo, que veio a existir, não passava de uma massa informe, um vazio imenso, um nada envolvido numa impenetrável noite.

Foi neste momento que a voz de Deus se fez ouvir pela primeira vez ao dar início à Sua maravilhosa obra da Criação. Posso imaginar que dessa vez não foi uma voz suave, mas uma voz poderosa, forte como o mais forte trovão e estrondeou pelos espaços longínquos: “Haja luz!” E tudo ficou claro. Assim, Deus separou a claridade da escuridão.

A luz brilhou por algumas horas, depois escureceu de novo. O dia era a luz; a noite era a escuridão. O dia e a noite juntos formaram o primeiro dia completo. Desde então, até hoje e pelo futuro afora, o tempo será identificado por uma sucessão de dias e noites, luz e trevas. Nossa existência vai caminhando dentro desses limites estabelecidos por Deus. Até quando? Não sabemos.

Nesta minha reflexão, desejo partilhar com você algumas lições sobre a luz. Esse foi o primeiro dos grandes atos de Deus na Criação. Se você me perguntar de onde ela se originou, posso apenas dizer: Deus disse “haja luz” e ela apareceu. Se Deus a fez logo no início é porque “no mundo que nos cerca não pode haver vida sem luz”, declarou Ellen White. Deus, que é vida, é a fonte da luz. Jesus a tomou por Seu emblema, quando disse: “Eu sou a luz do mundo” (Jo 8:12).

A luz é absolutamente pura. Alguém já viu uma luz suja, manchada ou encardida? A luz não se mistura com a impureza. Ela incide seus raios sobre os lugares mais imundos sem que a sua pureza fique comprometida. Ninguém é capaz de adulterar a natureza da luz. Ela é imune à contaminação. É assim com Jesus. Quando esteve na Terra, Ele foi tão puro quanto Deus no Céu. Ele entrou em contato com um mundo contaminado pelo pecado, mas esse não O contaminou.

A luz é agradável aos olhos. Sem luz não há beleza; sem a luz o Sol perderia o brilho e o arco-íris, o encanto. Assim como a luz do Sol comunica vida a este mundo, a luz do Sol da Justiça comunica vida eterna quando atinge os pecadores com os raios do Seu amor e misericórdia.

REFLEXÃO: “Se tiver de viver na escuridão, o Senhor mesmo será a minha luz” (Mq 7:8, BV).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: