O Valor das Pequenas Coisas


Quem despreza o dia das coisas pequenas? Zacarias 4:10, BV

A Bíblia sugere que não desprezemos as pequenas coisas, pois elas são imprescindíveis para a formação do todo. Nosso corpo, por exemplo, é formado por um aglomerado de milhões de minúsculas coisas, as células.

Deus nos fez de pequenas coisas; pequenas, porém necessárias. Elas são gotas da graça divina na vida de cada filho Seu. “A fidelidade e a integridade nas coisas pequenas, o cumprimento dos pequenos deveres e a prática de diminutos atos de bondade animarão e darão alegria no caminho da vida”, diz Ellen White (Testemunhos Seletos, v. 1, p. 589).

Temos lições valiosas a aprender em relação às coisas pequenas. É o caso do “grão de mostarda […] o qual é, na verdade, a menor de todas as sementes, e, crescida, é maior do que todas as hortaliças, e se faz árvore” (Mt 13:31, 32). E o que dizer da espiga de trigo que contém muitos grãos vindos de um só? Isso porque, mesmo sendo uma pequena semente, tem vida e transmite vida.

Vamos a um outro ensinamento sobre o valor das coisas pequenas. A Bíblia é comparada ao pão espiritual com o qual alimentamos o espírito. Cada volume da Bíblia é formado de finas páginas, nas quais estão impressas milhares de pequeninas letras. A Bíblia, pois, nada mais é que um “feixe” de páginas; cada página, à semelhança da espiga, contém em si pequenos “grãos”, as pequenas letras, que alimentarão nossa vida espiritual, se as lermos. Elas comunicam vida, porque a Palavra de Deus é viva.

Assim, nada é sem importância para um Deus grande, até mesmo as pequeninas letras da Bíblia que você lê. “Toda gota de chuva ou floco de neve, cada haste de grama, folha, flor e arbusto, testifica de Deus. Essas pequeninas coisas, tão comuns em torno de nós, ensinam a lição de que nada escapa à consideração do infinito Deus, nada é insignificante demais para a Sua atenção” (ibid., p. 259, 260).

Vemos que Deus Se interessa por tudo o que tem a ver conosco, mesmo esses pequenos detalhes que fazem parte do nosso dia-a-dia, que nada mais são que parcelas do dom divino, alimento celeste, que pode fazer de nós cristãos robustos e fortes para o cumprimento da missão que o Senhor nos confiou.

REFLEXÃO: “Por que nós não pudemos expulsar aquele demônio?” “Por causa da fé pequenina de vocês”, disse Jesus. “Porque se vocês tivessem fé ao menos do tamanho de uma minúscula semente de mostarda, poderiam dizer a essa montanha: saia daqui e ela iria para bem longe” (Mt 17:19, 20, BV).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: