Água da Fonte – 12


Davi disse: Estou com tanta vontade de tomar daquela água pura do poço da cidade! 2 Samuel 23:15, BV

A Bíblia católica, em inglês, traduzida da Vulgata Latina, diz que “Davi suspirou longamente” com desejo de tomar aquela água. Nada iria satisfazer-lhe a não ser a água, cujo poço ficava próximo da porta da cidade de Belém.

Davi estava sendo perseguido por Saul. Era fugitivo, vivia se escondendo de caverna em caverna, procurando abrigo em territórios estrangeiros, quando teve saudades. Saudades da terra natal que estava ali não muito distante, mas cercada pelos filisteus.

Por certo, nos seus momentos de reflexão, vinham-lhe à lembrança os olivais e vinhedos daqueles campos e colinas banhados de luz e doces recordações de quando, como humilde pastorzinho, cuidava dos rebanhos de seu pai.

Quantas vezes por aqueles campos e colinas eram ouvidos os suaves acordes de sua harpa, quando, no seu dedilhar exímio, tocava e cantava alguns dos seus mais lindos salmos! Lembrou-se também das muitas vezes em que ele usou aquele poço para dar de beber aos seus rebanhos. Então, “suspirou longamente” e, do fundo da alma, exclamou: Quem me dera que eu pudesse beber daquela água que está próximo da porta de Belém, a água da minha infância, que me faz lembrar dos bons tempos em que eu era feliz e podia viver livre!

Três dos seus valentes ouviram seu desejo e, arriscando a vida, “romperam pelo arraial dos filisteus”, tiraram água do poço e a trouxeram a Davi. Ele que era muito sensível a essas demonstrações de coragem e lealdade, não bebeu a água, pois por ela aqueles três homens poderiam ter perdido a vida. Diz a Bíblia que ele a ofereceu “como libação ao Senhor”. Davi não bebeu a água, mas foi como se a tivesse bebido, assim como Abraão não sacrificou seu filho, mas foi como se tivesse sacrificado.

Não foi Jesus o mais ilustre filho de Belém? Aquele poço bem que pode representar a Fonte da água da vida que é Jesus. Quem nos dera beber da água da Fonte de Belém! Nada nos pode satisfazer a não ser a água dessa Fonte.

Quando estivermos fatigados e desanimados, quando o nível de nossa vida espiritual baixar, e o nosso primeiro amor esfriar e a nossa fé enfraquecer, “suspiremos longamente” e peçamos água da Fonte. Jesus rompeu pelo arraial das hostes de Satanás para nos dar a água da vida. É água pura, é Água da Fonte! Jesus já fez a libação por nós!

REFLEXÃO: “Este é Aquele que veio por meio de água e sangue, Jesus Cristo” (1Jo 5:6).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: