Uma Herança Profética


Ouvi-Me, ó Judá e vós, moradores de Jerusalém! Crede no Senhor, vosso Deus, e estareis seguros; crede nos Seus profetas e prosperareis. 2 Crônicas 20:20

O dom de profecia não é exclusividade dos cristãos dos séculos passados, a manifestação dos dons espirituais também seria testemunhada pelos membros da igreja dos últimos dias.

É o caso do dom profético na Igreja Adventista do Sétimo Dia, conhecido como “Espírito de Profecia”, evidenciado pelo ministério de Ellen G. White por meio de seus muitos escritos, com mensagens para o presente. “Damos graças a Deus por Ele (Deus) haver dado uma profetisa à igreja remanescente. Nenhum adventista do sétimo dia deve-se envergonhar desta bendita verdade. Antes, nos devemos regozijar pelo Senhor haver visitado Seu povo desta maneira, e repetidamente o ter advertido contra os perigos em meio aos males que ameaçam a igreja no tempo atual. Essas mensagens devem ser fielmente seguidas por todo crente. Depois da Bíblia, e em harmonia com ela, essas mensagens devem ser lidas e estudadas. Elas lançam uma torrente de luz sobre o Registro Sagrado” (Francis M. Wilcox, O Testemunho de Jesus, p. 156, 157).
O Espírito de Profecia é um forte elo de identificação e união entre os adventistas. É como um fio de ouro indissolúvel ligando os membros da família de Deus ao redor do mundo.

Em 1995, num domingo, após o encerramento da assembléia mundial da Associação Geral da Igreja Adventista, em Utrecht, Holanda, milhares de adventistas retornaram para seus países de origem, em toda a Europa. Estávamos na fronteira da Holanda com a Alemanha, e centenas de carros formavam longas e demoradas filas para atravessá-la.

Na terceira fila paralela à nossa, várias pessoas que viajavam numa van nos identificaram como adventistas, pelo adesivo colado no pára-brisa do nosso carro, e acenaram em nossa direção. Percebendo nossa incerteza, uma senhora pegou um livro do Espírito de Profecia e abriu-o numa página em que estava a fotografia de Ellen White e, apontando com o dedo, mostrou aquela foto para nós.

Foi o suficiente para nos identificarmos como membros da mesma família cristã. Aproximamo-nos deles, nos cumprimentamos e ficamos sabendo que eram da antiga República Tcheca e que estavam de regresso para sua terra. Houve momentos de alegria e fraternidade durante aquele encontro. Éramos irmãos de línguas e nacionalidades diferentes, mas unidos pela mesma crença no “testemunho de Jesus”.

REFLEXÃO: “O testemunho de Jesus é o espírito de profecia” (Ap 19:10).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: