O Vale da Bênção


Ao quarto dia, se ajuntaram no vale da Bênção, onde louvaram o Senhor. 2 Crônicas 20:26

Todos já passamos por situações complicadas que nos deixaram de imediato sem saber que rumo tomar. Em 2 Crônicas 20, vemos o rei Josafá nessa situação. Ele estava com medo. Então, buscou ao Senhor em oração, colocando diante dEle todo o motivo de sua angústia: “Ah! Nosso Deus […] em nós não há força para resistirmos a essa tão grande multidão que vem contra nós, e não sabemos nós o que fazer; porém, os nossos olhos estão postos em Ti” (v. 12). Após a oração, o Espírito de Deus Se manifestou através de Jaziel, com essa mensagem: “Não temais […] pois a peleja não é vossa, mas de Deus.” Josafá reconheceu a soberania de Deus e conclamou o povo, dizendo: “Crede no Senhor, vosso Deus, e estareis seguros; crede nos Seus profetas e prosperareis” (v. 15, 20). Josafá, ao ouvir a promessa do Espírito Santo, prostrou-se diante de Deus com alegria e gratidão, louvando-O pela certeza da vitória. Eles agradeceram e louvaram ao Senhor antes mesmo dos resultados.

É muito fácil louvar a Deus depois que alcançamos o que queríamos. Por exemplo: o dinheiro que faltava, o emprego tanto aguardado, o restabelecimento da saúde de um parente. Mas louvar e agradecer a Deus quando um exército poderoso nos ameaça é bem diferente!

Quando o exército de Israel começou a cantar e louvar, o Senhor incitou os invasores contra eles mesmos, um matando o outro. Não sobrou ninguém! Depois que todos os despojos haviam sido recolhidos, no quarto dia, “ajuntaram-se no vale da Bênção, onde louvaram o Senhor” (v. 26).

Cada um de nós possui um “vale da Bênção”, no qual pode louvar e agradecer a Deus. Talvez seja o quarto de dormir, um templo, uma enfermaria de hospital, um cemitério, ao lado da sepultura de um ente-querido, um bosque tranqüilo ou, até mesmo, uma cela de prisão. Em qualquer situação, o Senhor estará “batalhando” por nós.

Temos um Deus especialista em preparar caminho em um mar de águas profundas; em abrir passagem no leito de um rio em época de cheia; em tirar pessoas de dentro de fornalha; em fechar a boca de leões famintos; em pilotar um barco sobre as águas de um dilúvio e fazê-lo “ancorar” com segurança no alto do monte Ararate; em vencer batalhas, inclusive as nossas contra o pecado. Nosso Deus é um Deus que nos surpreende… Senhor, “os nossos olhos estão postos em Ti”. Amém!

REFLEXÃO: “Tornaram para Jerusalém com alegria, porque o Senhor os alegrara com a vitória sobre seus inimigos” (2Cr 20:27).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: