Coração dividido


Fazei e guardai, pois, tudo quanto eles vos disserem, porém não os imiteis nas suas obras;
porque dizem e não fazem. Mateus 23:3

Após analisar um grande número de problemas conjugais, em que um dos cônjuges declarava amar seu companheiro, mas negava isto na prática, a Dra. Susan Forward concluiu que “o que estabelece a realidade é a conduta, e não as palavras”. Quando as palavras vão em uma direção e o comportamento vai em outra, deve-se acreditar no que revela o comportamento. Porque as ações falam mais alto do que as palavras.

É muito fácil aparentar uma coisa por fora e ser outra bem diferente por dentro. Um exemplo dessa duplicidade foi a vida de Robert Tisland. Dez meses após seu casamento com Lucille, ele começou a bater nela. E durante os 14 anos seguintes ele intensificou esse abuso sobre a esposa e os cinco filhos. Finalmente, Lucille não pôde mais aguentar. Uma tarde, ela entrou, na ponta dos pés, no quarto onde o marido tirava uma sesta. Aproximou-se da cama e tirou cuidadosamente, de sob o travesseiro, o revólver que o marido sempre escondia ali. Com mãos trementes ela fez pontaria e puxou o gatilho, matando o marido.

A pacífica comunidade onde os Tislands viviam, no interior do Estado de Minnesota, EUA, ficou chocada. Os muitos amigos de Lucille sempre a haviam respeitado como uma cristã devota. E seu marido, a quem ela havia assassinado, era o pastor local.

Domingo após domingo, o Pastor Robert Tisland falava do púlpito e empolgava a congregação com os seus eloquentes sermões. Mas, durante a semana, ele ameaçava a família como um cruel tirano. E, à medida que os anos passavam, as agressões foram se tornando cada vez mais brutais.

Nesse dia fatídico, Robert chegou em casa de muito mau humor. Disse que ia tirar uma sesta. “E quando eu acordar”, ele advertiu Lucille, “vou te matar!” Lucille percebeu no olhar decidido do marido, que ele ia mesmo cumprir sua ameaça. E resolveu salvar a própria vida, matando-o primeiro. As autoridades a acusaram de homicídio. Mas, em março de 1984, o júri a absolveu, após ouvir sua comovente história.

Talvez você também tenha o coração dividido e aparente o que não é. O tratamento para essa doença espiritual foi indicado por Cristo: “Limpa primeiro o interior do copo, para que também o seu exterior fique limpo!” (Mt 23:26). Aqui está o grande princípio da salvação pela fé. Se você cuidar do seu íntimo, permitindo que Cristo seja o dono exclusivo do seu coração, tanto suas palavras quanto seus atos falarão a mesma linguagem.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: