Culto de Celebração do 13º Aniversário do Grupo Unisson

Convite: Grupo Unisson “programa de aniversário – Em Família”
Comemoração dos 13º aniversário do grupo adventista Unisson
Data: 19.12.2009
Horário: 18h00
Local: IASD Jardim Colonial
Endereço: Avenida Presidente João Goulart, 971, Jd. Colonial

Anúncios

Graça, Maravilhosa Graça

“Mas os filhos de Coré não morreram.” Números 26:11

Pessoal, bom dia! Falando sobre conservar a nossa memória nos feitos do Senhor, e especifícamente, nesse caso, no sacrifício de Cristo, a lição dos jovens, hoje, comenta a respeito da mulher que ungiu os pés de Jesus, e então é mostrada uma belíssima referência de Ellen White sobre o assunto. Se deliciem com cada palavra desse texto bem curtinho, mas cheio de significado:

“A oferenda de Maria havia de espalhar sua fragrância, e por sua ação espontânea seriam abençoados outros corações. Estes haveriam de se erguer e cairiam impérios; seriam esquecidos nomes de reis e conquistadores; mas o feito dessa mulher seria imortalizado nas páginas da história sagrada. Enquanto o tempo durasse, aquele partido vaso de alabastro contaria a história do abundante amor de Deus a uma raça caída” (Ellen G. White, O Desejado de Todas as Nações, p. 563).

O texto nos mostra o quanto nossas ações, quando motivadas pelo puro desejo de agradecer, servir e honrar nosso Deus, ainda que pequenas, ainda que nos perecem inexpressivas, são para Deus maiores que a conquista de reinos inteiros. Uma entrega completa de nosso coração, mas sendo o nosso coração cheio de mácula, agrada sobremaneira o nosso Deus, e permite-lhe agir no sentido de nos tornar bons pela graça de Cristo.

Faça sua escolha agora! Faça a sua entraga nesse momento! Pare tudo o que estiver fazendo! Não há nada mais urgente; não há nada mais importante do que a comunhão com o Salvador.

Maravilhoso notar que Deus, em sua misericórdia poupou os filhos de Coré. Deus abriu a terra para tragar todos aqueles que se rebelaram; tudo o que eles tinham, e suas famílias seriam destruidas. Ao que tudo indica, a família de Coré não quis juntar-se ao seu patriarca em sua pecaminosa rebelião, e Deus teve misericórdia deles, ao ponto de se tornarem um dos principais, senão o único grupo de músicos nos dias de Davi e Salomão. Os filhos de Coré tornaram-se séculos mais tarde responsáveis pela adoração de Israel no templo do Senhor.

Salmos 42
1 [Masquil para o músico-mor, entre os filhos de Coré] Assim como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus!
2 A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando entrarei e me apresentarei ante a face de Deus?
3 As minhas lágrimas servem-me de mantimento de dia e de noite, enquanto me dizem constantemente: Onde está o teu Deus?
4 Quando me lembro disto, dentro de mim derramo a minha alma; pois eu havia ido com a multidão. Fui com eles à casa de Deus, com voz de alegria e louvor, com a multidão que festejava.
5 Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação da sua face.
6 O meu Deus, dentro de mim a minha alma está abatida; por isso lembro-me de ti desde a terra do Jordão, e desde os hermonitas, desde o pequeno monte.
7 Um abismo chama outro abismo, ao ruído das tuas catadupas; todas as tuas ondas e as tuas vagas têm passado sobre mim.
8 Contudo o SENHOR mandará a sua misericórdia de dia, e de noite a sua canção estará comigo, uma oração ao Deus da minha vida.
9 Direi a Deus, minha rocha: Por que te esqueceste de mim? Por que ando lamentando por causa da opressão do inimigo?
10 Com ferida mortal em meus ossos me afrontam os meus adversários, quando todo dia me dizem: Onde está o teu Deus?
11 Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, o qual é a salvação da minha face, e o meu Deus.

Ao longo dessa semana procurarei postar os Salmos cuja autoria ou utilidade apontavam para os filhos de Coré.
Fiquem com Deus, e não esqueçam de estudar a lição da Escola Sabatina!
Grande abraço.
Daniel Makawetskas

Sábado das missões motiva jovens universitários

dsc_4254

Os três campi do Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp) resolveram comemorar o sábado das missões. A programação foi realizada nos dias 24 e 25 de abril e teve como objetivo motivar e dar o apoio aos jovens estudantes que querem ser missionários. Os estudantes e membros da igreja saíram motivados a atuar e participar do programa mundial chamado Serviço Voluntário Adventista (SVA).

O evento contou com a presença do líder mundial para Missionários Voluntários, pastor Homer Tricartin, da coordenadora do departamento na América do Sul, Marly Timm, e do coordenador para o estado de São Paulo, pastor Luiz Carlos Araújo. Também estavam presentes líderes da Igreja Adventista no estado de São Paulo, e coordenadores do Serviço Voluntário Adventista nos três campi do Unasp.

O que é Serviço Voluntário Adventista?untitled

Segundo a coordenadora para a América do Sul, Marly Timm, o programa é algo oficial da Igreja Adventista que da a oportunidade de o jovem participar da missão em muitos lugares do mundo ou continuar um projeto que a Igreja já desenvolve. “Por muitos anos nós nunca tínhamos um programa oficial da Igreja para os voluntários. Agora que temos, ele vem responder a uma grande necessidade de os jovens participarem do programa mundial”, enfatiza Marly.

dsc_4234

Ela também lembra que o programa é extensivo não apenas para os jovens, mas para profissionais e mesmo aposentados.  Existem projetos de vários períodos como curto (um mês, dois meses, seis, meses) ou mais longos (um ano, dois anos). Para participar, os candidatos precisam ser adventistas e ter mais de 18 anos. Os casados têm uma limitação de tempo que podem ficar longe do cônjuge.

A coordenadora contabiliza que uns 400 a 500 projetos abertos estão no site: www.adventitvoluntirs.org por dia para que os interessados em participar se inscrevam. Isso representa mais ou menos 2 mil vagas para o missionário aplicar sua vaga. No site também estão disponíveis informações básicas e os projetos que estão espalhados pelo mundo.

“O SVA é um programa que realmente visa colocar o plano da Igreja Adventista dentro da missão. Tem sido uma benção para os que recebem esses voluntários, mas acima de tudo uma benção para quem vai como missionário voluntário”, garante Marly.

Mão a obra

dsc_4252

“A pouco mais de um ano começamos um trabalho um pouco mais relevante em nível de Divisão Sul Americana com respeito ao Serviço Voluntário. Estamos crescendo e nos desenvolvendo cada vez mais no sentido de preparar os jovens do Brasil para um serviço mais eficaz em todo o mundo”, analisa o pastor Luiz Araújo.

O pastor Araújo acredita que o Brasil tem muito a oferecer nesse sentido. “Nós já fomos um campo missionário para outras culturas e hoje podemos sair e fazer um trabalho missionários significativo em outros lugares”, justifica. Segundo Araújo a vinda do pastor Homer ao Brasil e o trabalho que é desenvolvido no Unasp tem esse objetivo: despertar, motivar e conscientizar o grupo de alunos que tem esse fogo missionário e querem fazer um grande serviço para Deus.dsc_4249

“Queremos dar a eles o que precisam para que tenham uma idéia do que é a missão evangelística fora do País. E que realmente tenham um trabalho de dedicação e uma idéia ampla da missão mundial”, aponta Luiz. O pastor enfatiza que com os eventos realizados em todos os campi do Unasp fazem com que o SVA alcance esse objetivo.

“As mensagens do pastor Homer foram uma inspiração e agora esperamos uma reação dos estudantes quanto ao que ele falou. Muitos jovens que tem o interesse em ser voluntários não deveriam deixar para depois, porque é uma experiência realmente fantástica”, assegura o pastor José Maria Barbosa, um dos coordenadores do SVA no Unasp.

O pastor José Maria foi missionário por sete anos no Peru e também já enviou missionários que hoje ocupam cargos de liderança na área como Ronald Kuhn e Guinther Walawer. E enfatiza que os estudantes que se interessam em ser missionários devem procurar a pastoral universitária do seu campus ou entrar no site para conhecer um pouco mais do SVA.dsc_4238

“Eu quero incentivar os jovens do Brasil a se envolverem na missão. Eu fui estudante missionário há 37 anos aqui no Brasil e minha vida foi mudada. Aprendi mais sobre mim, sobre meu relacionamento com Deus”, garante o pastor Homer Tricartin. O pastor lembra que quando veio ao País a Igreja Adventista ainda era pequena, mas hoje possui 1 milhão e meio de membros, ou seja mais do que em qualquer outro país do mundo.

No Brasil existe 1 adventista para cada 142 pessoas, mas países como a Turquia tem 74 adventistas e 74 milhões de pessoas. “Nós temos a responsabilidades de mandar missionários brasileiros para todos os cantos da terra. Temos tremendas necessidades ao redor do mundo. Seja um missionário aonde Deus quer que você vá para levar a mensagem do evangelho para que Deus possa voltar em breve”, incentiva Tricartin.

Semana Santa – Palavras de Esperança

Ola pessoal!

No proximo sábado, daremos início a semana santa. Uma semana cheia de bençãos e uma programação especial com o pastor Tito.  Venha nos visitar!

Para assistir a programação on-line, acesse: http://www.esperanca.com.br/semanasanta/

Clique na imagem para ampliar

Clique na imagem para ampliar

Para visualizar os sermões, bastar clicar nas imagens…

As últmas palavras de Jesus

As últmas palavras de Jesus

Palavras de Perdão

Palavras de Perdão

Palavras de Certeza

Palavras de Certeza

Palavras de Provisão

Palavras de Provisão

Palavras de sofrimento

Palavras de sofrimento

Palavras de necessidade

Palavras de necessidade

Palavras de vitória

Palavras de vitória

Palavras de entrega

Palavras de entrega

A.M.E – Visita ao Hospital Adventista

Olá pessoal!

Estamos muitos felizes com este projeto social adventista da igreja de Cidade Dutra. Com certeza, nosso coração tem batido tão forte quanto aos pacientes visitados. Levar alegria ao próximo, é obter alegria também. Sendo dúvida um trabalho que não tem preço. Muito obrigado à todos que nos auxiliam com sua presença, carona, organização e principalmente com alegria em levar a mensagem de Cristo a todos os cantos do mundo.

Um forte abraço, equipe AME.

Para ver as fotos, clique aqui ou na imagem abaixo.

Álbum de fotos da visita feita no Hospital Adventista

Álbum de fotos da visita feita no Hospital Adventista

Coral Jovem – IASD Cidade Dutra

Olá pessoal,

O coral está de férias, mas em março retomaremos as atividades. Venha participar deste projeto que ensina e edifica. Não perca tempo, será uma ótima oportunidade para fazer novas amizades e aprender muito mais sobre música. Você pode obter mais informações nos cultos de sábado e domingo. Basta procurar por algum membro da música.

Segue o endereço da nossa igreja: 
Rua Mario de Azevedo, 337
Cidade Dutra , São Paulo SP
CEP: 04811-100
(Para visualizar o mapa, clique aqui)


Inscrição Online
Regulamento

Não há lugar
Baixar Partitura
Baixar Música

Vem a nós
Baixar Partitura

Baixar Música

A Promessa da Redenção

Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. Gênesis 3:15

Ao ver a queda de uma flor e de uma folha, Adão e sua companheira testemunharam os primeiros sinais da decadência. De maneira clara, perceberam a cruel realidade de que todas as criaturas vivas deveriam morrer. Mesmo o ar, de que dependia a sua vida, continha as sementes da morte.

Continuamente se lembravam também de seu domínio perdido. Entre os seres inferiores, Adão se achara como rei, e enquanto permaneceu fiel a Deus, toda a natureza reconheceu o seu governo; mas, após a transgressão, foi despojado desse domínio. O espírito de rebelião a que ele próprio havia dado entrada, estendeu-se por toda a criação animal. Assim, não somente a vida humana, mas a natureza dos animais, as árvores da floresta, a relva do campo, o próprio ar que ele respirava, tudo apresentava a triste lição do conhecimento do mal.

Entretanto o homem não ficou abandonado aos resultados do mal que havia escolhido. Na sentença pronunciada sobre Satanás, ficou notificado que haveria redenção. “Porei inimizade entre você e a mulher”, disse Deus, “e entre a sua descendência a o descendente dela; este lhe ferirá a cabeça, e você lhe ferirá o calcanhar” (Gn 3:15). Esta sentença proferida aos ouvidos de nossos primeiros pais, era uma promessa. Antes de ouvirem acerca dos espinhos e cardos, de trabalhos e tristezas que deveriam ser o seu quinhão, ou do pó a que deveriam voltar, ouviram palavras que não poderiam deixar de lhes dar esperança. Tudo que se havia perdido, rendendo-se a Satanás, poderia ser recuperado por meio de Cristo.

O mesmo nos é sugerido também pela natureza. Apesar de maculada pelo pecado, ela fala não somente da criação, mas também da redenção. Embora a terra seja testemunha da maldição, com sinais evidentes de decadência, é ainda rica e bela nos indícios de um poder que confere vida. […]

Onde quer que o mal tenha chegado, pode-se ouvir a voz de nosso Pai ordenando a Seus filhos que vejam nos seus resultados a natureza do pecado, admoestando-os a abandonar a maldade e convidando-os a receber o bem (Ed, p. 26, 27).