A importância de estudar a Palavra do Senhor

Não Há Desculpa Para a Cegueira Voluntária

A importância de estudar a palavra de Deus - União Adventista” Ninguém será condenado por não fazer caso da luz e do conhecimento que nunca teve e não pôde obter. Muitos, porém, recusam obedecer à verdade que lhes é apresentada pelos embaixadores de Cristo, porque desejam acomodar-se ao padrão do mundo, e a luz que penetrou no seu entendimento, a luz que resplandeceu na alma, condená-los-á no juízo. The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 5, pág. 1.145.

Os que têm oportunidade de ouvir a verdade, mas não se esforçam para ouvi-la ou compreendê-la, pensando que, se não a ouvirem não serão responsáveis, serão considerados culpados perante Deus, como se a tivessem ouvido e rejeitado. Não haverá desculpa para os que preferem continuar no erro, quando poderiam compreender o que é verdade. Em Seus sofrimentos e morte, Jesus fez expiação por todos os pecados de ignorância, mas não foi tomada nenhuma providência para a cegueira voluntária. ” Eventos finais p. 217, 218

Nesse sentido, se temos acesso à Bíblia e ao Espírito de Profecia, Deus não nos considera ignorantes, pois se não conhecemos é simplesmente porque não queremos conhecer. Não podemos dizer “Senhor, eu não sabia” a respeito de um conhecimento ou luz que está ao nosso alcance. Se nós não estudamos a Bíblia e a lição, se não nos esforçamos para ter contato diário com o Espírito de Profecia por negligência de nossa parte, Deus nos considera responsáveis pelo conhecimento que deixamos de adquirir. O Espírito de Profecia deixa claro que cada um será julgado conforme a luz que recebeu, mas ter acesso a luz e não buscá-la é o mesmo que rejeitá-la!

Portanto, não esqueçam de estudar a lição!

Anúncios

Eles começaram a criticar Jesus porque Ele tinha dito: “Eu sou o pão que desceu do Céu.” João 6:41

Jesus Cristo - União Adventista

Não gosto quando me criticam, falando pelas costas. Em minha sala há umas garotas que não fazem outra coisa. Adoram ficar falando dos outros. Encontram defeito em tudo. “Você viu o cabelo dela? Que horrível! E aquela calça? Parece uma marmota. Olha o cabelo daquele cara! E o jeitão de maloqueiro?” E assim elas ficam o tempo todo procurando o que falar de alguém.

Às vezes, eu também sou levada a criticar. Mas tenho procurado me policiar. Procuro descobrir alguma coisa boa para elogiar. Aprendi isso com minha avó. Ela me disse que todos têm defeitos, mas que também têm virtudes. O que procuramos, vamos achar.

Sua avó tem razão, Thaís! Para você ter uma idéia de como é verdade a idéia de que aquilo que se procura se encontra, é só pensar na experiência de Jesus. Ele era perfeito. Nunca cometeu nenhum erro. Mas foi muito criticado. Até quando fazia o bem. Um dia falaram mal dEle porque curou um homem que era paralítico havia 38 anos, só porque a cura foi num sábado. Suas palavras foram mal interpretadas, chegando ao ponto de O condenarem à crucifixão como se fosse um criminoso.

Se você prestar atenção, geralmente não se registra o nome dos críticos, mas dos criticados. Fizeram história porque não tiveram medo da crítica. Agiram. E, assim fazendo, se tornaram alvo de quem ficava sentado, procurando alguém para criticar. Mas eles não se importaram. Fizeram o que tinham de fazer.

Os jogadores de futebol são mais criticados que elogiados. No entanto, eles fazem história, enquanto os críticos desaparecem na poeira do tempo.

Procure ser diferente. Elogie mais e critique menos. Ao mesmo tempo seja proativo. Faça o que deve ser feito, e não se importe com gente que fala sem saber o que está falando. Ou que fala só por falar. Foi o que Jesus fez. Cumpriu Sua missão, apesar das críticas. Veja onde Jesus está e onde estão aqueles que falaram mal dEle.

A crítica pode ser vencida procurando-se ver o que os outros têm de bom. Que Jesus o ajude a vencê-la.

Como um perfume que se espalha por todos os lugares, somos usados por Deus para que Cristo seja conhecido por todas as pessoas

Como um perfume que se espalha por todos os lugares, somos usados por Deus para que Cristo seja conhecido por todas as pessoas. 2 CormtlOs 2: 14

Amei o perfume que ganhei de presente. Quando ,o usei pela primeira vez, chamou a atenção de minhas amigas. Todas queriam saber que perfume eu estava usando. Eu me senti o máximo.

Thaís, apesar de você ter descoberto que as pessoas gostam de quem está perfumado e cheira bem, não precisava exagerar! Da próxima vez, procure ser mais humilde. Mas você tem certa razão. Estar perfumado é muito bom. Duro é quando as circunstâncias nos fazem cheirar mal:

Existem situações as quais não há como evitar. Depois de um dia de trabalho é difícil estar cheirando bem. Por isso é que num ônibus lotado, muitas vezes os odores não são agradáveis.

Paulo declarou que os seguidores de Jesus Cristo são Seu perfume. Usou essa metáfora para exemplificar que, assim como é impossível deixar de perceber o cheiro de um bom perfume, e impossível não notar a presença de um verdadeiro cristão. Aonde for, exalara o bom perfume de Cristo. . .

É claro que esse perfume é figurado. Ele se manifesta nas atitudes, palavras e ações. Quem segue a Jesus. não diz palavrões. Não é rude, nem áspero. Pelo contrário, é gentil e cuidadoso com o que diz. Se tIver uma atitude errada, reconhece o erro e volta atrás, pedindo desculpas e perdão.

O filho de Deus conhece seus limites. E um bom camarada. Relaciona-se bem e é um servo de Deus e amigo de todos.
Você pode ser assim. Entre seus familiares e amigos de escola você pode exalar o bom perfume de Cristo. Não procure ser o que você não é. Nada deve ser forçado. Um perfume não se esforça para exalar. Ele simplesmente exala, e pronto. Isso também é verdade em relação ao mau cheiro. Ele cheira mal, porque esta e sua natureza.

Procure ser autêntico. Ser o que Deus deseja que você seja.As pessoas vão perceber quem é o dono de sua vida: se é Jesus ou Satanás: Porque todos exalamos o perfume daquele a quem seguimos, É multo bom servir a Jesus. A gente sempre cheira bem.

Pedir, Buscar e Bater

Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta. Mateus 7:7, NVI.

O ser humano é perito em pedir. Quando somos bebês, choramos para pedir alimento, para trocar as fraldas ou porque não conseguimos alcançar um brinquedo. À medida que o tempo passa, aprendemos que não é só chorando que obtemos aquilo que desejamos. Às vezes é sorrindo, negociando ou fazendo trocas. Alguns vão além, usando até meias desculpas para conseguir o que querem.

O verso de hoje é uma promessa maravilhosa. À primeira vista, parece que precisamos apenas pedir, e Deus nos dará o que desejamos. Precisamos apenas chorar como bebês espirituais, e conseguiremos nossos desejos. Logo entendemos, porém, que não é assim que funciona.

Nesse pequeno texto, há três ações: pedir, buscar e bater, na ordem de uma crescente fé e ação espiritual.

Pedir: Essa é uma ação simples; não requer muito esforço. Simplesmente, falamos com Deus, expressando-Lhe nosso pedido. Usamos nossos pensamentos e nossa capacidade de falar.

Buscar: Aqui há uma ação mais complexa. Depende de nossa boa vontade, do nosso tempo e disposição. Isso é ler a Bíblia. Precisamos procurar e buscar a revelação na Sua Palavra. Usamos o pensamento e a visão para ler, e o raciocínio para refletir sobre o que lemos.

Bater: Nesse estágio, há uma utilização total de nossas faculdades: movimento, abnegação, compreensão e fé. É momento de ação e de entrega do eu. É tempo de tornar-se humilde; pedir, bater e dar um passo pela fé, a fim de que a bênção seja derramada e a petição atendida.

Isso nem sempre significa que, ao seguir esses passos, receberemos aquilo que desejamos. Muitas vezes, pedimos e não recebemos. Talvez nossos motivos sejam egoístas, ou não pedimos segundo a vontade de Deus. Outras vezes, buscamos e não achamos porque procuramos no lugar errado, batemos na porta errada e, conseqüentemente, não vemos a porta abrir-se. O importante é que cresçamos em fé e deixemos para trás as coisas de crianças egoístas. O segredo é a comunhão diária, para conhecer a Deus e Sua vontade. Somente dessa maneira seremos capazes de pedir de acordo com Sua vontade e buscar e bater no lugar certo.

Por: Denise Mückenberge Lopes

Tempo Para Orar e Estudar

Tempo para estudar e Orar - União AdventistaOs outros, os semeados entre os espinhos, são os que ouvem a palavra, mas os cuidados do mundo, a fascinação da riqueza e as demais ambições, concorrendo, sufocam a palavra, ficando ela infrutífera. Marcos 4:18, 19

Cristo especificou as coisas que são perigosas para a alma. Como relata Marcos, menciona Ele os cuidados deste mundo, os enganos das riquezas e as ambições de outras coisas. Lucas especifica: cuidados, riquezas e deleites da vida. Estes são os que sufocam a Palavra, a crescente semente espiritual. A alma cessa de extrair alimento de Cristo, e extingue-se no coração a espiritualidade.

“Os cuidados deste mundo” (Mt 13:22). Nenhuma classe está livre da tentação de cuidados deste mundo. Aos pobres a labuta, privação e temor de pobreza trazem perplexidades e fardos; aos ricos vêm o temor de perda e uma multidão de ansiosas preocupações. Muitos dos seguidores de Cristo esquecem as lições que Ele nos ordenou aprender das flores do campo. Não confiam em Sua constante providência. Cristo não pode carregar-lhes os fardos, porque não os depõem sobre Ele. […]

Muitos que podiam produzir frutos na obra de Deus tornam-se propensos a conquistar riquezas. Toda a sua energia é absorvida em empreendimentos comerciais, e sentem-se obrigados a desprezar as coisas de natureza espiritual. Deste modo separam-se de Deus. […] Devemos trabalhar para que possamos dar alguma coisa aos necessitados. Os cristãos precisam trabalhar, precisam ocupar-se em atividades, e podem fazê-lo sem cometer pecado. Mas muitos se tornam tão absortos em negócios que não têm tempo para orar, para estudar a Bíblia, para procurar e servir a Deus.

Às vezes os anseios da alma são pela santidade e o Céu; mas não há tempo para retrair-se do tumulto do mundo para ouvir as palavras majestosas e autorizadas do Espírito de Deus. As coisas da eternidade são tidas como secundárias, e as do mundo, supremas. […]

Muitos que agem com propósito muito diferente, caem no mesmo erro. Estão trabalhando para o bem de outros; seus deveres são urgentes, muitas as responsabilidades, e permitem que sua labuta exclua a devoção. […] Caminham separados de Cristo, sua vida não está impregnada de Sua graça, e as características do eu são reveladas (PJ, p. 51, 52).

Semana de Oração com o pastor Luís Gonçalves no IASD Tucuruvi

Olá pessoal, boa semana!

Segue uma boa opção para esta semana, trata-se da semana de oração da IASD Tucuruvi com o pastor Luís Gonçalves.

Mais informações:
Sede do distrito:
Rua Cruz de Malta, 1201 – Tucuruvi – CEP 02248-001 – São Paulo/SP
Telefone: (55 11) 6981-6615
E-mail: tucuruvi@iasdtucuruvi.com.br

CONVITE pastor Luís Gonçalves -IASD Tucuruvi- (uniaoadventista.com.br)

Sermão da Semana de Oração Jovem 2009 – “Porque Esperar?”

O pastor Gideão trouxe nesta última quinta-feira, o sermão com o tema: “Porque Esperar?”, que fala sobre sexo antes e depois do casamento. O foco eram os jovens e os perigos do sexo antes do casamento. Passagens bíblicas, testemunhos e uma série de artigos que comprovam através da bíblia os males que o sexo causa, quando não é feito da forma correta. No site você também pode ler os seguinte artigos relacionados:

Sexo Antes do Casamento: Prejuízos Para o Rapaz e para a Moça
Você faz sexo COM prazer ou POR prazer?
O que é o Jugo Desigual?

Se você não teve a oportunidade de assistir este sermão na igreja, pode acompanhar agora mesmo no site União Adventista.

O Sermão foi dividido em 5 partes para facilitar a visualização:

Vídeo 2 com problemas, já estamos trabalhando para resolver…